You are currently browsing the tag archive for the ‘Rock’ tag.

É sexta-feira, as paredes do quarto me olham estranho, a opressão de uma tarde vazia que acaba de se acabar, o satélite lunar acaba de se erguer ao céu, a noite espera lá fora. As poucas horas que ainda restam de hoje, me esperam, junto com as muitas outras de amanhã.

Nanana, a noite começa com velocidade e ritmo. “É cedo agora, há tempo de sobra, se quer ir embora não vou te segurar”, um corpo frenético dança, talvez seja o meu? O ritual tribal segue por horas afinco. A festa acaba, é o fim da noite, num lugar qualquer, que por algum motivo eu deveria conhecer e “Tudo faz sentido Quando Ela Tira o Vestido”. Amanhece e junto com os primeiros toques de laranja é a Hora de Partir.

Esse é o debut do Sabonetes mais que um álbum pra festa, um álbum pra noite, com todos os pormenores desta parte do dia.

Quando ela tira o vestido

Marca página

Boas Enjambradas!

Anúncios

Pois bem, já falei do lançamento do álbum, de toda a febre, quem ou o que é o Them Crooked Vultures. Mas vamos aos fatos, a sonoridade dos caras.

Desde a primeira música (No One Loves Me & Neither Do I) já sentimos o clima que irá se desenrolar durante o álbum todo, peso e distorção. Baixo e guitarra marchando firme na mesma direção. Tudo caminha firme até a explosão que ocorre na faixa, a guitarra e a bateria tomam mais corpo e definitivamente o Urubu fica preto (cultura inútil: pra quem não sabe o bicho nasce branco, depois é possuído por forças evil, a segunda parte é mentira). A força da bateria de Grohl, e a velocidade da guitarra de Holmes se fundem.

A partir daqui tudo é previsível, ou seja, peso e velocidade. E é isso que quem busca Them Crooked Vultures quer. E eles não desapontam, cada faixa se torna mais obscura e suja. Dando na soma de tudo um ar de Quens Of The Stone Age.

A bola só vai baixar em Interlude With Ludes, a nona faixa do álbum, que lembra muito o Led Zeppelin de músicas como Kashimir ou de álbuns como o Physical Graffiti principalmente a bateria, onde Grohl apela para muitas saídas utilizadas pelo Bonzo (batera do Led).

Mas logo em seguida o som sobe em Warsaw Or The First Breath You Take After You Give Up, e em Caligulove o coro come de novo, porém com muita psicodelia. Já em Gunman surge algo quase impensável, uma faixa onde se você se esforçar um pouco pode achar parecido com o que foi feito no Tonight do Franz Ferdinand, possivelmente baladeira.

Bom álbum, mas prefiro não comentar nada agora, pois provavelmente ele terá muito mais chão para percorrer, principalmente pelo nome de seus integrantes.

Gunman

Boas Enjambradas.

Todo mundo procura os Messias, os salvadores do rock!

E todo mundo sem exceção prega a volta às origens, como se o rock fosse um ritmo erudito que não pode ser maculado e subvertido pelo futuro, tão pouco sucumbir aos interesses financeiros do negócio da música.

Mas pombas! Que baita hipocrisia!

O rock é música pop, é cultura pop e como tal tem o direito e o dever de mudar e se reinventar. Todavia um dos grandes lançamentos e um dos grandes caminhos para os novos estágios do rock é uma reciclagem de velharia.

Them Crooked Vultures, que deram uma aula de web2.0 disponibilizando o álbum inteiro no YouTube, “viralizarando” sua estréia e suas apresentações. Tornando-se a mais foda das inúmeras Dream Bands de 2009. Mais do que ser 2.0, o grande trunfo do TCV foi se despojar do papel de lenda que caia sobre cada um dos integrantes e sobre suas bandas anteriores.

Pra quem não sabe (existe alguém que não sabe?) o Them Crooked Vultures é simplesmente formada por Dave Groohl (Nirvana e Foo Fighters), Josh Holmes (Queens Of The Stone Age e Eagles of The Death Metal) e John Paul Jones (Led Zeppelin).

Antes de falar sobre o álbum, são necessárias algumas linhas sobre a importância desta reunião:

A volta de Dave Groohl para as baquetas, que é o que ele nasceu para fazer e que o consagrou no Nirvana.

A afirmação de Josh Holmes com uma das cabeças mais ativas de sua geração, somente este ano ele participou (produzindo ou tocando) de álbuns como o Humbung do Arctic Monkeys, a banda nova de sua esposa Broody Dale o Spinnerete, turnê do álbum Heart On do Eagles Of Death Metal, sem contar a sua banda oficial Queens Of The Stone Age.

John Paul Jones simplesmente desistiu de se reunir com sua antiga banda, o Led Zeppelin, para apostar neste projeto.

Tá bom né?

IMG_2771

Nossos laços afetivos são bem estranhos, somos capazes de nos emocionar por uma enchente na China, por um final de novela, um bom filme. Somos capazes de possuir sentimentos dos mais verdadeiros por algo que sequer vimos ou conhecemos.

Isso aconteceu comigo recentemente, deixa explicar.

O Black Drawing Chalks é uma daquelas bandas que eu vi crescer, não literalmente, mas acompanho o trabalho deles a um bom tempo dês das primeiras demos de Big Deal e A Place To Hide This Gold. E desde lá já achava foda. Aquela pegada stoner muito foda.

Mas eis que chega a minhas mãos Life Is A Big Holiday For Us, novo trabalho dos caras. Pirei, desde que o clip rolou na web eu já tinha curtido.O mais bacana foi a sensação que rolou, algo tipo orgulho, orgulho de ver uma banda brazuca fazendo um álbum desses, orgulho por conhecer o som deles a tempo e poder acompanhar sua evolução.

capa-black-drawing-chalks

Parabéns Black Drawing Chalks, pelo álbum, e por faixas como My Favourite Way, I,m A Beast, I,m A Gun, em suma, que álbum competente, quês guitarras do caramba, a levada. Um álbum de rock como a tempo não se via no Brasil.

Eles tão concorrendo ao VMB sai hoje o resultado.

My Favourite Way

Boas Enjambradas!

14

A vida é como uma gangorra, hora estamos no alto e tal. Algo com estar nas nuvens onde tudo teima em dar certo, mas repentinamente aquela pessoa que esta ali equilibrando essa gangorra sai, vira as costas e “tá” feita a m____. Dói um pouco, a pessoa pára assustada com o tombo. Mas fazer o que a brincadeira é assim. Levanta a cabeça e manda tudo pra longe.

Mais ou menos por aí caminha o belo e mais do que “ducaramba” Fortress Round My Heart de Ida Maria, uma das coisas mais legais deste tempinho que dei daqui.

Dona de uma voz rouca e “levemente desafinada” a moça estraçalha o tímpano e o coração de quem passar perto. Detentora duma garra e duma energia, que andam meio em baixa no rock destes tempos. Ida deixa qualquer um boquiaberto, tanto com suas melodias alegres e hilariantes como I Like You So Much Better When You’re Naked, ou com a voz arrastada e a levada down da balada de cortar os pulsos Drive Away My Heart.

No resumo da ópera e no embalar da gangorra Fortress Round My Heart é um álbum pra toda hora, todo dia e todo momento. Indicadissimo da primeira a última faixa, vale cada segundo “desperdiçado” em sua audição.

Ida Maria - fortress round my heart

I Like You So Much Better When Youre Naked

Oh My God

Queen Of The World

Stella

Portanto. Boas enjambradas, até!

enjambradas

Categorias

follow

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

RSS enjambrafeed

  • Cartazalbum #10 The Beatles – Strawberry Fields Forever
    Bom esse não é um disco, mas uma música do Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, de vocês já sabem quem. Boas Enjambradas! Anúncios
  • Lista – 50 álbuns de 2011
    Listas, listas, listas. Ai está a minha. Fiquem a vontade pra criticar, xingar ou o que der vontade de fazer. Mas esta é a minha opinião sobre o ano de 2011, com um mix de discos nacionais e gringo. Lógico que uma lista de 50 nem chega perto de dar conta do ano, mas é […]
  • Cartazalbum #9 Passo Torto – Passo Torto
    Cartaz com cara de mau, inspirado no disco Passo Torto A grande dúvida Passo Torto é um disco de samba? Romulo Fróes, Kiko Dinucci, Marcelo Cabral e Rodrigo Campos desconstroem o gênero, dão uma de antropófagos do samba. Pra quem interessar o disco pode ser baixado aqui http://passotorto.com.br/site/ Boas Enjambradas!
  • Cartazalbum #8 J Mascis – Several Shades of Why
    Cartazinho inspirado na fofura de disco do J Mascis, o Several Shades Of Why Pra quem não sabe ele é vocalista duma das seminais bandas de noise rock americano Dinosaur Jr Aqui um amostra do som, fofo folk, nada similar ao noise pegado de outrora Boas Enjambradas!
  • INVERNO ATEMPORAL
    Muitas vezes confundo, o frio deste ano com o frio de outrora. Mas afinal, estes ares não são os mesmos? Não, o frio desse 2011 me remete diretamente ao inverno de 2008. Os ventos que lá sopraram ganham viço neste inverno que se mostra belo e gélido, neste ano que surge surpreendente. Enquanto tento me […]
  • 30 Discos do Primeiro Semestre de 2011
    Eis a primeira lista de discos do Enjambra. Resumi em 30 discos o que foi esse primeiro semestre de 2011 para mim. Tentei englobar discos nacionais e gringos, discos badalados e desconhecidos. Logicamente deixei muita coisa boa de fora, mas isso faz parte, inclusive esse foi um dos motivos de demorar pra sair esta lista. […]
  • Cartazalbum #7 The Tallest Man On Earth – Wild Hunt
    Cartaz novinho, mas álbum nem tanto, The Tallest Man On Earth no #cartazalbum #7 Esse cara é mais uma das figuras mais bacanas de uma das cenas de música mais bacanas do mundo. Sim, ele é suéco. Pega ele em alta resolução aqui Tentei passar uma vibe bem rústica, acompanhando o folkzinho bem pegado q […]
  • Angel’s Riot (Wu Lyf – Go Tell Fire To The Mountain)
    Anjos, os responsáveis pelo meio de campo entre Deus e os Homens. De acordo com algumas correntes, dotados de consciência e personalidade própria. Portanto aptos à tomarem decisões, como por exemplo se rebelar. Se de acordo com a igreja Lúcifer fez isso, e foi banido do Céu, acho que o carinha não gosta muito de […]
  • Com Quantos Paus Se Faz Uma Banda De Rock (Bass Drum Of Death – GB City)
    Já disse o velho dito: Com quantos paus se faz uma canoa? Com quantos paus se faz uma banda de rock então? Todo mundo já deve ter visto o vídeo da Banda Mais Bonita Da Cidade e aquela enormidade de gente, ou o Móveis com 8 integrantes. Mas a história do rock trouxe exemplos diversos […]
  • Olha que bonito!
    Saca o B Fachada? O Pessoal da Mbari gravadora do cara avisou q tem trabalho novo e tá aqui. B Fachada – Deus, Pátria e Familia Boas Enjambradas!  
Anúncios